2019

O ANO EM PALAVRAS

O Ano em Palavras mostra algumas das palavras mais pesquisadas ao longo do ano no Dicionário Priberam da Língua Portuguesa, associadas a acontecimentos nacionais e internacionais que se destacaram a nível político, económico, cultural ou social.

Pelo terceiro ano consecutivo, a parceria com a agência Lusa permite ilustrar cada palavra com uma notícia e uma fotografia, fazendo assim um retrato rápido do ano de 2019.

As palavras são apresentadas cronologicamente, de janeiro a dezembro, duas por cada mês.

INTERINO

Janeiro

Juan Guaidó proclama-se presidente interino da Venezuela.

Foto: Miguel Guitérrez

MINERADORA

Janeiro

Colapso de barragem da empresa mineradora Vale, no Brasil, deixa cenário de tragédia e morte.

Foto: António Lacerda

ESCUSA

Fevereiro

Carlos Costa, governador do Banco de Portugal, pede escusa nas decisões sobre a auditoria à Caixa Geral de Depósitos, de que foi administrador.

Foto: André Kosters

CHAPO

Fevereiro

'El Chapo', traficante de droga mexicano, é condenado em Nova Iorque.

Foto: Jose Mendez

MASSACRE

Março

Dois atiradores levam a cabo um massacre numa escola no estado brasileiro de São Paulo.

Foto: Sebastião Moreira

CINOTÉCNICA

Março

Portugal envia equipas de auxílio para Moçambique, incluindo uma equipa cinotécnica, após a passagem do ciclone Idai.

Foto: José Sena Goulão

DEMOVER

Abril

João Lourenço, Presidente angolano, tenta demover o ex-Presidente José Eduardo dos Santos de viajar na TAP para Espanha.

Foto: Pavel Golovkin

PINÁCULO

Abril

O pináculo da Catedral de Notre-Dame, edifício emblemático de Paris, cai devido ao violento incêndio que atingiu o monumento.

Foto: Ian Langsdon

SINDICÂNCIA

Maio

Ministra da Saúde desvaloriza polémica sobre sindicância à Ordem dos Enfermeiros.

Foto: Tiago Petinga

DECORO

Maio

Após declarações de Joe Berardo na comissão parlamentar de inquérito à CGD, o Presidente da República pede decoro e respeito pelas instituições políticas.

Foto: António Cotrim

SIBILA

Junho

Morre Agustina Bessa-Luís, autora de "A Sibila" (1954) e referência da ficção portuguesa.

Foto: Rui Farinha

OBLITERAÇÃO

Junho

Donald Trump, Presidente dos EUA, ameaça com a obliteração de partes do Irão se os interesses norte-americanos sofrerem algum ataque.

Foto: Shawn Thew

BOSSA NOVA

Julho

Morre João Gilberto, compositor brasileiro considerado o pai da bossa nova.

Foto: Marcos Hermes

NEPOTISMO

Julho

Jair Bolsonaro, Presidente do Brasil, rejeita que seja nepotismo a eventual indicação do filho Eduardo Bolsonaro para embaixador nos EUA.

Foto: Joedson Alves

JERRICÃ

Agosto

Greve dos motoristas de matérias perigosas aumenta a procura de jerricãs para armazenar combustível.

Foto: Miguel A. Lopes

CALHORDA

Agosto

O Presidente francês, Emmanuel Macron, mostra-se preocupado com os incêndios na Amazónia e é chamado de calhorda no Twitter pelo ministro da Educação brasileiro.

Foto: Ian Langsdon

SUBVENÇÃO

Setembro

Polémica sobre políticos que recebem subvenções vitalícias.

Foto: Inácio Rosa

SUMO PONTÍFICE

Setembro

Papa Francisco visita Moçambique no âmbito da viagem que leva o Sumo Pontífice ao continente africano.

Foto: António Silva

ENTRONIZAÇÃO

Outubro

As cerimónias de entronização do Imperador Naruhito do Japão contam com a presença de diversos convidados e dirigentes estrangeiros.

Foto: Kimimasa Mayama

ESPELEÓLOGOS

Outubro

Espeleólogos portugueses que ficaram retidos numa gruta em Espanha são encontrados por uma equipa de resgate.

Foto: Pedro Puente Hoyos

CANTAUTOR

Novembro

Morre José Mário Branco, respeitado cantautor do meio musical português.

Foto: Rodrigo Antunes

RUBRO-NEGRO

Novembro

Flamengo, o clube rubro-negro treinado por Jorge Jesus, vence a Taça Libertadores da América e o campeonato brasileiro de futebol.

Foto: António Lacerda

PIRRALHA

Dezembro

Jair Bolsonaro chama pirralha à ambientalista sueca Greta Thunberg.

Foto: Rodrigo Antunes

ESPÚRIA

Dezembro

O antigo primeiro-ministro José Sócrates defende o ex-presidente brasileiro Lula da Silva e critica aliança espúria entre justiça e jornalismo.

Foto: Sebastião Moreira